Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

English Español
A- A+

Indicadores Sociais Mnimos

Conceitos

Taxa mdia geomtrica de crescimento anual da populao - incremento mdio anual da populao, medido pela expresso i= frmula sendo P(t+n) e P(t) populações correspondentes a duas datas sucessivas, e n o intervalo de tempo entre essas datas, medido em ano e fração de ano.

Taxa de urbanizao - percentagem da populao da rea urbana em relao populao total.

Razo de Sexo - razo entre o nmero de homens e o nmero de mulheres em uma populao.

Razo de Dependncia - peso da populao considerada inativa ( 0 a 14 anos e 65 anos e mais de idade) sobre a populao potencialmente ativa (15 a 64 anos de idade).

Taxa de fecundidade total - nmero mdio de filhos que teria uma mulher de uma coorte hipottica ( 15 e 49 anos de idade) ao final de seu perodo reprodutivo.

Esperana de vida ao nascer - nmero mdio de anos que um recm-nascido esperaria viver se estivesse sujeito a uma lei de mortalidade.

Taxa de mortalidade infantil - freqncia com que ocorrem os bitos infantis (menores de um ano) em uma populao, em relao ao nmero de nascidos vivos em determinado ano civil. Expressa-se para cada mil crianas nascidas vivas.

Taxa de mortalidade de menores de 5 anos - freqncia com que ocorrem os bitos de crianas antes de completar 5 anos de idade em uma populao, em relao ao nmero de nascidos vivos em determinado ano civil. Expressa-se para cada mil crianas nascidas vivas.

Anos de estudo - perodo estabelecido em funo da srie e do grau mais elevado alcanado pela pessoa, considerando a ltima srie concluda com aprovao (Censo Demogrfico, PNAD, 1991,1992,1993 e 1995).

Famlia - conjunto de pessoas ligadas por laos de parentesco, dependncia domstica ou normas de convivncia, residente na mesma unidade domiciliar, ou pessoa que mora s em uma unidade domiciliar. Entende-se por dependncia domstica a relao estabelecida entre a pessoa de referncia e os empregados domsticos e agregados da famlia, e por normas de convivncia as regras estabelecidas para o convvio de pessoas que moram juntas, sem estarem ligadas por laos de parentesco ou dependncia domstica. Consideram-se como famlias conviventes as constitudas de, no mnimo, duas pessoas cada uma, que residam na mesma unidade domiciliar (domiclio particular ou unidade de habitao em domiclio coletivo) (PNAD 1992, 1993, 1995, 1996).

Rendimento mensal - soma do rendimento mensal de trabalho com o rendimento proveniente de outras fontes (PNAD, 1990,1992,1993,1995).

Rendimento mensal familiar - Soma dos rendimentos mensais dos componentes da familia, exclusive os das pessoas cuja condio na familia fosse pensionista, empregado domstico ou parente do empregado domstico.

Cor ou Raa - caracterstica declarada pelas pessoas de acordo com as seguintes opes: branca, preta, amarela, parda ou indgena.

Indice de Gini - medida do grau de concentrao de uma distribuio, cujo valor varia de zero (perfeita igualdade) at um (a desigualdade mxima).

Nota. Os dados na tabela se referem distribuio do rendimento mensal das pessoas de 10 anos ou mais de idade, com rendimento.

Trabalho - exerccio de: a) ocupao remunerada em dinheiro, produtos, mercadorias ou em benefcios, como moradia, alimentao, roupas etc., na produo de bens e servios; b) ocupao remunerada em dinheiro ou benefcios, como moradia, alimentao, roupas etc., no servio domstico; c) ocupao sem remunerao na produo de bens e servios, exercida durante pelo menos uma hora na semana: em ajuda a membro da unidade domiciliar que tem trabalho como empregado na produo de bens primrios (atividades da agricultura, silvicultura, pecuria, extrao vegetal ou mineral, caa, pesca e piscicultura), conta-prpria ou empregador; em ajuda a instituio religiosa, beneficente ou de cooperativismo; ou como aprendiz ou estagirio; d) ocupao exercida durante pelo menos uma hora na semana: na produo de bens do ramo que compreende as atividades da agricultura, silvicultura, pecuria, extrao vegetal, pesca e piscicultura, destinados prpria alimentao de pelo menos um membro da unidade domiciliar; ou na construo de edificaes, estradas privativas, poos e outras benfeitorias, exceto as obras destinadas unicamente reforma, para o prprio uso de pelo menos um membro da unidade domiciliar. (PNAD 1992, 1993, 1995, 1996) Este conceito mais abrangente que o adotado at 1990 na PNAD. At 1990, o conceito de trabalho no abrangia o trabalho no remunerado exercido durante menos de 15 horas na semana nem o trabalho na produo para o prprio consumo e na construo para o prprio uso.

Populao Economicamente Ativa (PEA) - composta pelas pessoas de 10 a 65 anos de idade que foram classificadas como ocupadas ou desocupadas na semana de referncia da pesquisa.

Taxa de atividade - percentagem das pessoas economicamente ativas, em relao s pessoas de 10 ou mais anos de idade.

Taxa de desocupao (ou desemprego aberto) - percentagem das pessoas desocupadas, em relao s pessoas economicamente ativas.

Empregado - pessoa que trabalha para empregador, cumprindo jornada de trabalho e recebendo remunerao em dinheiro, mercadorias, produtos ou somente em benefcios (moradia, alimentao, roupas, etc), inclusive a que presta servio militar obrigatrio, sacerdote, ministro de igreja, pastor, rabino, frade, freira e outros clrigos (PNAD 1992, 1993, 1995, 1996).

Trabalhador domstico - pessoa que trabalha prestando servio domstico remunerado em dinheiro ou benefcios, em uma ou mais unidades domiciliares. (PNAD 1992, 1993, 1995, 1996).

Conta-prpria - pessoa que trabalha em seu prprio empreendimento, explorando uma atividade econmica sem ter empregados, individualmente ou com scio, com auxlio ou no de trabalhador no-remunerado (PNAD 1992, 1993, 1995, 1996).

Empregador - pessoa que trabalha em seu prprio empreendimento, explorando uma atividade econmica, com pelo menos um empregado (PNAD 1992, 1993, 1995, 1996).

No-remunerado - pessoa que trabalha sem remunerao, pelo menos uma hora na semana, em ajuda a membro da unidade domiciliar que conta-prpria ou empregador em qualquer atividade, ou empregado em atividade da agricultura, silvicultura, pecuria, extrao vegetal ou mineral, caa, pesca e piscicultura; em ajuda a instituio religiosa, beneficente ou de cooperativismo; ou como aprendiz ou estagirio. (PNAD 1992,1993,1995, 1996).

Trabalhador na construo para o prprio uso - pessoa que trabalha pelo menos uma hora na semana na construo de edificaes, estradas privativas, poos e outras benfeitorias, exceto as obras destinadas unicamente s reformas, para o prprio uso de pelo menos um membro da unidade domiciliar. (PNAD 1992, 1993, 1995, 1996).

Trabalhador na produo para o prprio consumo - pessoa que trabalha pelo menos uma hora na semana na produo de bens do ramo que compreende as atividades da agricultura, silvicultura, pecuria, extrao vegetal, pesca e piscicultura, para a prpria alimentao de pelo menos um membro da unidade domiciliar. (PNAD 1992, 1993, 1995, 1996).

Taxa de analfabetismo - percentagem das pessoas analfabetas(*) de um grupo etrio, em relao ao total de pessoas do mesmo grupo etrio.

(*) Analfabeta - pessoa que no sabe ler e escrever um bilhete simples no idioma que conhece.

Taxa de escolarizao - percentagem dos estudantes de um grupo etrio em relao ao total de pessoas do mesmo grupo etrio.

Domiclio com gua tratada - domiclio particular permanente servido por gua canalizada proveniente de rede geral de abastecimento, com distribuio interna para um ou mais cmodos. (PNAD 1992, 1993, 1995, 1996).

Domiclio com esgoto ligado a rede coletora (ou fossa sptica) - domiclio particular permanente em que o escoadouro do banheiro ou sanitrio de uso dos seus moradores ligado rede coletora ou fossa sptica.

rede coletora - quando a canalizao das guas servidas ou dos dejetos ligada a um sistema de coleta que os conduz para o desaguadouro geral da rea, regio ou municpio, mesmo que o sistema no tenha estao de tratamento da matria esgotada; fossa sptica - quando as guas servidas e os dejetos so esgotados para uma fossa, onde passam por um tratamento ou decantao, sendo a parte lquida absovida no prprio terreno ou canalizada para um desaguadouro geral da rea, regio ou municpio. (PNAD 1992, 1993, 1995, 1996).

Domiclio particular - moradia de uma pessoa ou de um grupo de pessoas, onde o relacionamento ditado por laos de parentesco, dependncia domstica ou normas de convivncia. O domiclio particular classificado como permanente quando localizado em unidade que se destina a servir de moradia (casa, apartamento e cmodo) (PNAD 1992, 1993, 1995, 1996).